Turismo voluntário: explore o mundo fazendo o bem

Turismo voluntário: explore o mundo fazendo o bem

Fim de ano, fronteiras abertas, saudades de explorar lugares diferentes. Apesar da vontade de viajar, viabilizar as próximas férias com o dólar nas alturas não é pra todo mundo. Mas existe uma alternativa que une o útil ao agradável: o turismo voluntário.

Já pensou na possibilidade de conhecer o mundo, gastando pouco e ainda tendo a oportunidade de ajudar a comunidade do seu lugar de destino? Com o turismo voluntário, ou “volonturismo”, viver essa experiência é possível.

Levanta a mão quem se interessa em combinar aventura com conhecimento e uma real colaboração altruística! Pois esse é o grande diferencial desse tipo de viagem.

Além de proporcionar a chance de conhecer destinos sensacionais, ainda permite que os participantes contribuam para mudanças significativas. Tanto na vida de outras pessoas e na economia local quanto no meio ambiente.

Diversas associações organizam programas para globetrotters humanitários. As áreas de atuação mais populares são educação, esporte e assistência à infância, conservação e vida selvagem, construção de comunidade e assistência médica.

TURISMO VOLUNTÁRIO 2
https://www.volunteerworld.com/

Por exemplo, você gosta de animais? Que tal então se candidatar para cuidar de leões e zebras resgatados, em uma reserva da savana na África do Sul? Ou num santuário de elefantes na Tailândia?

Há igualmente quem prefira participar da construção escolas ou centros comunitários no Camboja, Indonésia ou Filipinas, enquanto curte a beleza espetacular do sudeste asiático.

Da mesma forma, existem oportunidades de turismo voluntário para quem topa ensinar línguas, ofícios técnicos ou práticas esportivas. Ou ainda assistir pessoas com deficiências, ou colaborar com causas ambientais.

Vagas abertas para o turismo voluntário

Com o “volunturismo”, você pode satisfazer a sua paixão por viajar e ter um impacto social ou ambiental nos países que você visita – como uma retribuição.

É ideal para quem tem pelo menos um mês de férias, e uma ótima maneira de colaborar com ONGs e outras entidades filantrópicas no mundo inteiro.

Você pode escolher se quer ir para a África, Ásia, América Latina, América do Norte e Oceania. Ou seja, praticamente qualquer lugar.

Para o turismo voluntário, o mundo não tem fronteiras, dinheiro não é uma questão decisiva e as possibilidades de ajudar são infinitas.

Se você ficou curioso sobre as vagas disponíveis, há várias organizações que promovem o turismo voluntário. Como a Volunteer World, uma plataforma independente de origem alemã, que conecta voluntários com projetos sociais em todo o globo.

Uma proposta um pouco diferente é a da Worldpackers, criada por dois brasileiros e que também se apresenta como uma comunidade colaborativa.

Nesse caso, ela conecta hóspedes com milhares de anfitriões em mais de 140 países.

O viajante colabora em projetos sociais, ONGs, ecovilas, hostels e comunidades e em troca recebe a hospedagem, alimentação e outros benefícios.

Outras organizações do mesmo gênero são a CV Humanitarian Travel, a Abroaderview e a Globe Work and Travel. Mas existem muitas mais, e uma pesquisa no Google ajuda a achar inúmeros outros programas interessantes que promovem o turismo voluntário.

Cheque alguns dos programas disponíveis:

TURISMO VOLUNTÁRIO 2
https://www.volunteerworld.com/
  •  Para os amantes de animais

Conhecer algumas das fabulosas paisagens da Ásia e ao mesmo tempo participar da recuperação de elefantes resgatados é, sem dúvida, uma vivência inesquecível.

Voluntários dispostos a fazer a diferença nos esforços de conservação dessa espécie podem se inscrever em diferentes tipos de trabalho. Há vagas para vários tipos de trabalho: de ensinar inglês às comunidades locai a auxiliar o retorno dos elefantes ao seu habitat natural.

Do mesmo modo, existem vários programas Clique no link para quem estiver disposto a encarar a vida selvagem na Africa. Essa é provavelmente a região mais concorrida pelos aventureiros do ecoturismo voluntário.

Mesmo para quem não está afim de encarar a fauna da savana há trabalho voluntário. Os projetos também oferecem oportunidades para quem quiser trabalhar com os humanos locais, em centros comunitários e assistência ambulatorial.

  • Para quem gosta de aventuras

Fala inglês, gosta de aventuras, mas está sem grana para viajar? Para quem optar pelo trabalho voluntário na Nova Zelândia isso não é um problema.

Esportes radicais, paisagens selvagens e passeios dignos de um cenário cinematográfico – amantes da trilogia O Senhor dos Anéis entenderão – podem fazer parte do seu próximo destino.

Poder compartilhar o próprio conhecimento, ajudando diferentes comunidades enquanto conhece lugares inesquecíveis é um dos pontos-fortes do turismo voluntário. Neste caso, as oportunidades também são inúmeras.

TURISMO VOLUNTÁRIO 4
https://www.volunteerworld.com/
  • Para quem quer contribuir com causas sociais

Poder compartilhar o próprio conhecimento, ajudando diferentes comunidades enquanto conhece lugares inesquecíveis é um dos pontos-fortes do turismo voluntário. Neste caso, as oportunidades também são inúmeras.

Já pensou em ajudar a aprimorar o inglês de crianças localizadas em uma comunidade no litoral do México enquanto desfruta de praias paradisíacas?

Outro projeto ambicioso na Indonésia aceita viajantes voluntários que queiram ensinar inglês para uma comunidade local com o objetivo de fomentar o turismo na região e ajudar a melhorar a qualidade de vida dos moradores.

E por que não aproveitar tudo o que a Índia tem para oferecer enquanto participa de programas que visam o empoderamento feminino? Opções para ajudar mulheres de baixa renda, meninas sem acesso à escola, bem como vítimas de violência doméstica podem ser uma alternativa para conseguir auxiliá-las a se tornarem independentes.

TURISMO VOLUNTÁRIO 5
https://www.worldpackers.com/
  • Para quem cuida do meio ambiente

Proteger nosso ecossistema já deveria ter se tornando uma prioridade em todo o mundo. Todavia, isso não acontece, sabemos disso. Se pequenas ações podem fazer a diferença, uma boa ideia é optar por turismo voluntário em locais que tenham como foco projetos ecológicos.

No Equador, por exemplo, voluntários aventureiros são recrutados para trabalhar com as comunidades regionais, auxiliando a restaurar os ecossistemas locais. Além de ajudar, o programa tem como objetivo ensinar como plantar e cuidar de árvores, bem como viver de forma mais sustentável.

Assim como no Panamá, que possui projetos para apoiar a conservar as floretas no vale do rio Mamoní.

Conhecimento, trabalho e turismo

É verdade que para alguns tipos de turismo voluntário experiência profissional e alguma formação específica são pré-requisitos.

De fato, profissionais da saúde ou estudantes desta área têm acesso a oportunidades exclusivas, tais como trabalhar em um hospital local no Peru ou atuar em programas de saúde na Tanzânia.

Mas, mesmo sem formação particular, é possível contribuir com qualquer conhecimento, seja ensinando habilidades musicais, cooperando com o aprendizado de uma nova língua, inserindo a prática de esporte ou colaborando com oficinas artísticas e recreativas.

Afinal, sempre temos algo para acrescentar ou aprender.

No caso do turismo voluntário, o que vale é transformar vidas por meio de um impacto positivo: a nossa e a da comunidade da região escolhida.

Em contrapartida, para que isso de fato aconteça, é preciso ser responsável e estar antenado a alguns detalhes dos trabalhos escolhidos.

Até mesmo porque, apesar de o turismo voluntário ter muitos aspectos positivos, ele também pode causar impactos negativos nas comunidades locais, mesmo com a boa intenção de quem se candidatou para ajudar.

Entre as principais denúncias estão questões que envolvem a exploração infantil, falta de uma conduta mais correta por parte dos voluntários, uso inadequado dos recursos disponíveis e até mesmo ocupação de vaga de trabalho.

TURISMO VOLUNTÁRIO 6
https://www.worldpackers.com/

O que você deve considerar antes de se inscrever em um programa:

Algumas perguntas podem ajudar neste processo: existe participação da comunidade local? Estão recrutando voluntários para ocupar possíveis vagas de trabalho? Os projetos oferecem algum tipo de treinamento ou exigem algum nível mínimo de certas habilidades?

Estes são alguns dos questionamentos a se fazer na hora de optar por alguma vaga disponível. E opções não faltam.

Portanto, é essencial conferir bem quais são os programas que vão permitir que você viaje como voluntário de forma segura, proporcionando experiências únicas que vão transformar a vida de todos os envolvidos de forma positiva.

Assim, com tudo isso, difícil mesmo é imaginar quem não gostaria de embarcar nessa aventura dessas!

Por Thalita Mion

Para mais informações e dicas para um estilo de vida saudável e equilibrado,  lazer e aventura,  fique ligado no Facebook e Instagram  da Koobi.

Acesse nosso site para saber mais sobre tudo que só a Koobi tem.

E peça Koobi Kombucha na nossa loja online, em versões individuais ou packs.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.