O comércio reabre mas a pandemia não acabou: é hora de redobrar os cuidados!

O comércio reabre mas a pandemia não acabou: é hora de redobrar os cuidados!

Já são mais de 4 meses desde a notícia do início da pandemia da COVID-19 no Brasil e muita gente está cansada. Cansada das mesmas notícias, de não poder retomar a vida habitual e de temer o Coronavírus.

Sabemos que a estafa mental é natural depois de tanto tempo convivendo com a mesma situação. Quando vemos que algumas partes do mundo estão retomando gradualmente sua rotina, desejamos fortemente que essa fase chegue logo ao Brasil.

Mesmo com mais de 72 mil mortes por Coronavírus confirmadas no país, a maioria dos estados brasileiros está seguindo novos protocolos de reabertura do comércio e retomada das atividades, em meio à incerteza de sucesso decorrente do avanço da pandemia.

pandemia-1

Lojas, serviços, escritórios, instituições de ensino e outras modalidades de negócio reabrem lentamente, baseadas em protocolos padronizados, muitas vezes fora do contexto brasileiro. Tais ações certamente ajudam a alavancar a economia, que voltou a apresentar crescimento das vendas em junho de 2020, mas colocam a população em risco, uma vez que ainda não há vacinas disponíveis em nosso sistema de saúde.

Assim, existe um misto de medo e vontade de “encarar o novo normal”. Mas é preciso agir com cautela, pensando na saúde de todos. Por isso, a equipe do The Optimum Post reforça aqui algumas dicas que podem ajudar a proteger a sua saúde e a dos outros  nessa fase da pandemia, que infelizmente ainda não acabou:

Respeitar o isolamento social  ainda é a melhor garantia de proteção

Muitas pessoas pensam que a retomada significa o “fim da pandemia” e voltam a frequentar a casa de amigos, bares, etc. Contudo, os dados mostram que ainda não é hora de voltar a ter uma vida social ativa. Afinal, quanto mais as pessoas saem, maior  o risco de aglomeração – e consequentemente, de contágio.

pandemia-2
Crédito: Matilda Wormwood

Apesar dos estabelecimentos que atendem ao público precisarem seguir recomendações de saúde como: distanciamento de mesas, medição de temperatura, disponibilização de álcool gel, proibição da prova de roupas e limite de ocupação, nunca se sabe onde estará um foco de transmissão.

Também é importante se conscientizar que ainda não é hora pra festas e reuniões sociais, e que beijos, abraços e apertos de mão, ainda estão restritos àqueles que vivem juntos. Sem dúvida é super difícil ter que manter o distanciamento físico com as pessoas de quem gostamos, mas é exatamente por isso que queremos protegê-las.

pandemia-3
Crédito: Gustavo Fring

Pense que a COVID-19 é uma doença que se aproveita do nosso “descuido” nas pequenas ações e, quando estamos relaxados aproveitando a chance de revisitar velhos hábitos, podemos nos contaminar. Por isso, sempre que puder, fique em casa!

Se precisar sair, use máscara

Todo mundo já sabe que o uso das máscaras de pano pode diminuir a chance de contágio da COVID-19 em até 50%.

pandemia-4
Fonte: Divulgação/ Prefeitura de Teresópolis – Rio de Janeiro

Diante disso, governadores e prefeitos do Brasil estabeleceram a obrigatoriedade de uso das máscaras para todos que forem às ruas. Em algumas localidades como São Paulo, por exemplo, o desrespeito ao decreto acarreta multa, que pode ir de R$524 a R$5.000 para pessoas ou estabelecimentos que não seguirem a regra. 

Assim, é importante manter o uso das máscaras ao sair de casa, não só para proteger o bolso, mas para minimizar o risco de contágio pelo Coronavírus. Por isso, onde quer que você vá, ela vai com você, no seu rosto!

pandemia-5
Crédito: Anna Shvets

A máscara não é só obrigatória nos estabelecimentos públicos. No carro com outras pessoas, no ônibus e no metrô, ela agora é um acessório indispensável.

Use a máscara também no trabalho, se você convive com colegas na mesma sala. E troque-a e sanitise-a sempre que puder.

No transporte público abra a janela e tenha sempre álcool em gel

Dados de 2015 afirmam que 1 em cada 4 brasileiros usam o ônibus como principal meio de transporte. Uma parcela considerável da população não conseguiu adotar o regime de home office , por isso precisa usar o transporte público para ir ao trabalho.

Sendo assim, se não puder evitar os horários de pico, use a máscara adequadamente (tampando boca e nariz), abra as janelas quando for possível (se estiver no ônibus, vale a pena pedir para o motorista ou cobrador abrirem a saída de ar, que fica no teto de cada veículo) e higienize as mãos com álcool gel toda vez que tocar em algo.

pandemia-6

Para quem sempre viaja em pé as recomendações são: mantenha uma distância segura (de 2 metros) dos demais passageiros quando for possível, evite conversar e levar as mãos ao rosto enquanto estiver no trajeto. Colocar uma segunda muda de roupa na mochila e trocá-la assim que chegar ao destino também ajuda a diminuir os riscos.

Ao voltar da rua, higienize tudo

Ao voltar da rua não se esqueça de deixar os sapatos na entrada, e de lavar imediatamente as mãos. Se for possível tomar banho e trocar de roupa, melhor ainda.  Higienizar chaves, cartões de crédito, telefone celular e eventuais compras também deve fazer parte de seus novos hábitos de higiene e proteção. Parece exagero? Atualmente, não é.

Em qualquer circunstância, a pandemia provou mais uma vez a importância das pequenas ações para cuidarmos uns dos outros. Então, sigamos atentos e precavidos diante do cenário atual, aguardando a (tão desejada) vacina que nos protegerá por completo!

Para mais dicas, fique ligado no Facebook e Instagram  da Koobi.

Acesse nosso site para saber mais sobre tudo que só a Koobi tem.

E peça Koobi Kombucha na nossa loja online, em versões individuais ou packs.

Leave a Reply

Your email address will not be published.