Embalagens reutilizáveis podem dar certo

Embalagens reutilizáveis podem dar certo

Você já imaginou um mundo sem embalagens vazias usadas entupindo bueiros, se amontoando em terrenos e poluindo as águas? E em vez disso, só embalagens reutilizáveis, e consumidores, varejistas e fabricantes de produtos unidos para coletar e reusar?

Há quem acredite que um dia chegaremos a vê-lo. Na verdade, várias pessoas já estão trabalhando para isso dar certo.

Dessa forma, os ítens de mercearia do dia a dia são embalados em recipientes duráveis, de aço inoxidável ou vidro. Só que, em vez de dispensá-los em caixas de reciclagem,  um serviço os recolhe, sanitiza e os põe novamente em circulação.

embalagens reutilizáveis - 2

INOVAÇÃO ECOLÓGICA

É esse o conceito de consumo consciente que Tom Szaky, fundador e CEO da empresa americana TerraCycle, está vendendo para grandes varejistas de vários países.

O objetivo final, é dar às pessoas uma maneira mais verde de consumir que diminua o uso de plástico,  e limite a quantidade de mineração e agricultura necessária para produzir embalagens.

E que reduza sensivelmente o volume de lixo descartado no meio-ambiente.

embalagens reutilizáveis - 3

Nascido na Hungria e radicado nos Estados Unidos, Szaky é um nome respeitado mundialmente na área de inovação ecológica. Ele também é a força motriz por trás do Loop, uma iniciativa ousada no setor de consumo.

Lançado em maio de 2020, já durante a pandemia do Covid -19, o Loop é um serviço de delivery e coleta do futuro.

Através dele, os consumidores recebem em casa as marcas de alimentos, cosméticos e produtos de limpeza que já compram habitualmente. A diferença é que tudo vem em embalagens reutilizáveis.

embalagens reutilizáveis - 4

Assim, os consumidores que aderem ao serviço pagam um depósito reembolsável para cada embalagem. Quando os produtos acabam, eles colocam os recipientes vazios em uma sacola Loop.

O serviço recolhe a sacola com os contêiners usados na casa dos clientes e os levam de volta para que as empresas os limpem e recarreguem.

embalagens reutilizáveis - 5

ADESÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS

A primeira empresa a aderir a ideia foi a gigante Procter & Gamble, que fabrica produtos de higiene pessoal e produtos de limpeza. A Unilever, a Mars, a Nestlé, a Heinz e a PepsiCo rapidamente seguiram o exemplo.

Em menos de um ano, a Loop já conquistou mais de 100 empresas multinacionais parceiras, incluindo grandes varejistas como Walgreens, Loblaws e Carrefour, que usam essas embalagens em suas marcas próprias.

O conceito de embalagem reutilizável da Loop já decolou nos Estados Unidos, no Reino Unido, na França e este mês começou a operar no Canadá.

Atualmente, o Loop já está disponível atualmente em mais de 100 marcas e 500 produtos em todo o mundo, com mais de 100.000 consumidores registrados.

Observadores da indústria estão atentos, porque embora a ideia seja muito boa, o processo é caro e demorado. Não são só as empresas que precisam investir. Os consumidores também.

embalagens reutilizáveis - 6

A Nestlé, por exemplo, investiu um milhão de dólares no recipiente de aço inoxidável da sua marca de sorvete Häagen Dazs, que agora está disponível no serviço da Loop. Mas os clientes precisam pagar um depósito de US$ 5 pelo contêiner reutilizável.

O serviço repõe os contêiners à medida em que eles ficam velhos, sem custo adicional, a menos que o cliente os estrague. Nesse caso, ele paga um novo depósito para repor a embalagem.

Para estar disponível no serviço da Loop, o fabricante precisa oferecer uma embalagem que possa resistir a um mínimo de 10 reutilizações. Se o recipiente quebrar, o cliente coloca os pedaços de volta na sacola  da Loop  assim mesmo,  para reciclagem.

À CONQUISTA DOS CONSUMIDORES

Acima de tudo, o desafio agora será atrair os consumidores. O custo é alto, e não apenas financeiro. Eles têm que mudar seus hábitos de consumo e seu comportamento.

O conceito deverá ser incorporado gradativamente à sociedade, que terá de ser educada para absorver essa nova cultura. E assim, as empresas não terão outra opção senão atender à demanda.

No Canadá, a Loop e a rede de varejo Loblaws, a maior do país, estão confiantes. Se o piloto online tiver sucesso, até 2022 eles trarão as opções reutilizáveis ​​diretamente às lojas.

Nesse sentido, o sistema parece com o retorno de vasilhames de cerveja e de refrigerante (e da Koobi Kombucha, que por enquanto só funciona para quem compra online).

embalagens reutilizáveis - 7

Só que o consumidor pagará o depósito no caixa. Quando voltar para reabastecer, devolverá o recipiente usado vazio, que será substituído por um novo cheio, sem custo.

Caso não leve o usado para devolver, pagará um novo depósito, mas poderá receber a restituição do dinheiro depois, mediante a devolução da embalagem reutilizável no supermercado.

embalagens reutilizáveis - 8

O conceito também está interessando as redes de fast-food. O Burger King, por exemplo, planeja lançar embalagens reutilizáveis ​​por meio da Loop ainda este ano, assim como a rede canadense Tim Hortons.

As duas marcas fazem parte da Restaurant Brands International, empresa multinacional com sede canadense, do qual o grupo brasileiro /americano 3G Capital é acionista majoritário.

Agora, vamos torcer agora para que o serviço da Loop chegue logo ao Brasil.

Para acompanhar  dicas e  iniciativas de inovação, ecologia e conservação ambiental, siga a Koobi no Facebook e Instagram. Para comprar a Koobi pelo delivery, acesse o site e peça pela loja online.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.